vazio voraz

26.8.06

Fabrício Branco

Desprovida de seu conteúdo, esvaziada, a casca do ovo perde sua função, tornando-se dispensável. Esta obra propõe uma reflexão diante da fragilidade deste elemento, que em seu interior armazena a vida que ele simboliza. Aquilo que é dispensável, jogado no lixo, vira arte visto por uma outra perspectiva. As cascas usadas como matéria de um trabalho que lhe oferece espaço à plástica da fragilidade.

Fabrício Branco é baiano de Salvador, estudou design gráfico na School of Visual Arts em Nova Iorque, trabalhou como diretor de arte na Propeg e Pejota na Bahia e na Bates e Young and Rubican em São Paulo. Participou de exposição coletiva na Arcada das Artes no Pelourinho em 1996, expôs na Compasso Galeria em São Paulo em maio de 2004 e dezembro de 2004.

[ fabriciobranco@mac.com ]

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para esse post:

Criar um link

<< Home